“Nossa culinária é rica, variada, colorida, generosa em ingredientes, temperos e preparos. Nossos índios nos legaram a mandioca, os africanos aguçaram nossos sentidos com a pimenta-malagueta e o azeite de dendê, os colonizadores portugueses trouxeram variedades de frutas, legumes, hortaliças, temperos e o gosto pelos doces. A soma dessas culturas compôs as matrizes da nossa culinária, que foi enriquecida, ao longo do tempo, pelas inúmeras correntes migratórias. Obrigado pela banana, asiáticos (verdade! Não é nossa). Grazie pela pizza, pelo vinho. Danken pelos embutidos. Obrigado a todos Sempre. E, assim, a culinária do Brasil virou a culinária de muitos Brazis

(Culinária brasileira, muito prazer – Roberta Malta Saldanha)

“De todos os atos naturais, o alimentar-se foi o único que o homem cercou de cerimonial e transformou lentamente em expressão de sociabilidade, ritual político, aparato de alta etiqueta...”

(Luis da Câmara Cascudo)

Nossa proposta é promover a experiência culinária brasileira no mercado nacional e internacional por meio da comercialização de roteiros diferenciados.

Cada roteiro está envolvido pela temática da cultura, do entretenimento e da cozinha interativa com chefs locais, além de incentivar a atividade econômica de pequenos produtores e empreendedores de cada região.

Vamos conhecer as delícias do Norte ao Sul, descobrir ingredientes e saborear pratos preparados com carinho, esmero e talento.


REGIÃO NORTE

Testemunho da cultura indígena, 5 milhões de km2 abraçam pirarucus, tucunarés, tambaquis, surubins, taperabás, muricis e muito cupuaçu, açaí, tucupi e tacacá, sob as bençãos alegres da mandioca.

REGIÃO NORDESTE

Na mesa do nordestino tem cuxá, arroz de capote, caranguejada, oi, queijo do sertão, carne de sol, baião de dois, manteiga de garrafa, buchada de bode, sururu, arraia e, diga aí meu rei? Vatapá, caruru, munguzá, herança de africanos, europeus e índios.

REGIÃO CENTRO-OESTE

Junte nortistas, índios e bandeirantes, uma pitada de Pantanal, um tanto de Cerrado, água, muita água, e bom apetite! Caldo de piranha, salada de guariroba, capivaras, pacas, tatus, arroz com pequi, empadão goiano, feijão tropeiro e banana frita com açúcar e canela.

REGIÃO SUDESTE

Da feijoada ao filé à Oswaldo Aranha, do tutu de feijão ao ora-pro-nobis, da moqueca capixaba ao caldeirão paulista, onde a cozinha caiçara e caipira convivem harmoniosamente.

REGIÃO SUL

Chimarrão e churrasco são as especialidades. Mas não penses que fica por aí. Tu conheces galinha com polenta ao fio? Já sentistes o cheirinho do fogão a lenha? É o barreado, culinária típica dos tropeiros.